sábado, 17 de outubro de 2009

Não? Jura!


"Não gostas?! Come mais para te habituares!" - lema da família, aplicável em várias situações.
Todos os dias me lembro dele quando:
- tenho de acordar cedo;
- tenho de ir às aulas;
- estou nas aulas (mais precisamente a ter química, que é quando o sono se me vem nãh sê como);
- tenho de ir a pé para casa quando está um sol abrasador;
- chego a casa e tenho de estudar;
- tenho de fazer trabalhos;
- tenho de comer o que não gosto;
- tenho de fazer apresentações orais;
- tenho de fazer limpeza;
- tenho de lavar a loiça;
- tenho de juntar dinheiro para comprar alguma coisa inútil que não me faz falta nenhuma mas mesmo assim continuo a ter vontade de comprar (e cada vez mais);
- tenho de ir à baliza quando é o V a rematar (rezo para sair de lá viva);
- penso que tenho de fazer o trabalho de ap (dá trabalho, tudo o que dá trabalho não sei como mas desagrada-me);
- tenho de fazer a depilação [adoro aquela dor horrível, aquela sensação de desejar morrer a sofrer daquela maneira, sinto-me viva, é óptimo. Fazia a depilação todos os dias se fosse possível (porque que é que não nascemos sem pêlos??!)];
- me vêm o período e tenho aquelas dores maravilhosas e humor de cão (lindoo);
- o sporting perde;
- ao acabar de pintar as unhas com dedicação as espeto em qualquer lado e lá se vai a pintura à vida; também há a variante "unha partida";
- deixo o meu cabelo nas mãos de uma cabeleireira estúpida e ela me faz uma franja TORTA, olho ao espelho e só me apetece chorar tipo quero o meu cabelo de volta se fá-favor!;
- mando uma cabeçada na cama e me deixa praticamente KO (e sem força para proferir, sequer, um foda-se);
- compro uma pecita de roupa e no dia seguinte está a metade do preço (gostas de gastar dinheiro não gostas Bituca? aprende a não ser idiota sim? Dava um jeitão);
- se rasgam os collants no meio de uma festa (imaginam algo como o baile de finalistas? uma festa sem a mínima importância? claro é isso e toda a gente a olhar para nós) e não há par substituto;
- o nosso ex-namorado, aquele por quem ainda se tem um fraquinho, está aos beijos a outra a meio metro do nosso nariz (melhor sensação não há, aconselho a experimentarem);
- o amigo do nosso namorado nos parece 30 mil vezes mais interessante do que ele;
- "ele" me diz "gosto muito de ti, mas...";
- me está a chover em cima;
- durante o teste me dá uma branca súbita;
- perco apostas;

Enfim, está sempre presente o maldito lema. Sempre. Assim como o "come e cala-te".

As coisas que tenho de engolir e calar nesta vida....

6 comentários:

D* disse...

"compro uma pecita de roupa e no dia seguinte está a metade do preço" se há coisas que não suporto esta é uma delas! Tirando esta, identifico-me com bastantes que aqui referiste :)

MargaridaN disse...

cá em casa usa-se mais o "come e cala-te" que irrita quando é dito em demasia

Rita da Maçaroca disse...

Excepto com o sporting, concordo com tudo. Ser mulher é obra!! :D

E' cada esforço que temos de fazer pra nao nos passarmos às vezes. Há que saber comer e mai nada!!

:)

Beijinho

Uma Croma disse...

O que uma pessoa tem de aturar ! =/

merluka disse...

baaah, partilho muitas dessas que tens ai escritas. =s

Bituca disse...

D*, a mim isso irrita-me profundamente , bahh. azar mesmo

MargaridaN, tudo o que é dito em demasia irrita :/

Rita da Maçaroca, um esforço diário que às vezes quase me tira do sério..

Croma, mesmo :/

Merluka, infelizmente! eramos bem mais felizes se não tivessemos de partilhar certos episódios tristes :/